Uso da Termografia em atendimento de Osteopatia
antes termo

 

Paciente, 71 anos, chega a fisioterapia após consulta com neurologista, com indicação CIRÚRGICA de correção de uma estenose de canal C5-C6.

A queixa do paciente era uma cervicobraquialgia, que não permitia ficar em pé com o braço esticado ao lado do corpo. Esta posição já provocava importante parestesia em braço ESQUERDO.

Histórico: Perda importante de qualidade de sono, não encontrava posição antálgica para apoio do braço por muito tempo, dor na região Inter escapular e testes neurodinâmicos positivos. Já havia feito mais de 30 sessões de Fisioterapia convencional, sem resposta aos sintomas.

Exame de Ressonância Magnética confirma os achados médicos.

No primeiro exame de Termografia foi notada uma diferença importante de temperatura entre o braço afetado e o contralateral, o que sugere uma lesão grave. Após 3 atendimentos esta diferença não existia mais.

WhatsApp Image 2017-12-13 at 16.08.04

Região Delta(Δ) Qualificador CIF
Ombros (antes tratamento) 0,7ᵒC Grave
Ombros (após tramento) 0,0ᵒC Nenhuma

Tratamento proposto: Liberação craniana de meninges, liberação plexo braquial por manipulação neural, mobilização torácica global, liberação de fáscia cervical média e profunda, liberação miofascial de músculos cervicais e mobilização neural.

Resultado inicial: Paciente teve melhora significativa dos sintomas e já consegue desenvolver todas as atividades do cotidiano, mesmo sem intervenção cirúrgica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *